Tecnologias assistivas contribuem na qualidade de vida

Mão humana apertando mão mecânicahttp://www.sp.senac.br/image/50820.jpg

Conforme dados do último Censo (realizado pelo IBGE em 2010) 45,6 milhões de pessoas se declararam com algum tipo de deficiência. Essa população enfrenta diversas dificuldades tanto relacionados a educação como no mercado de trabalho. No Nordeste brasileiro, por exemplo, a falta de alfabetização entre pessoas com deficiência chega a 69,7% o que dificulta ainda mais que elas encontrem um emprego fixo.

Com o intuito de diminuir as barreiras sociais e aumentar a acessibilidade muitas empresas e o próprio governo estão investindo em projetos e tecnologias que permitem uma maior integração dos deficientes.

Plano Nacional incentiva produção de tecnologias assistivas 

Em 2011, o Governo Federal criou o Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Viver sem Limite. Segundo dados do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade), o plano tem como objetivo implantar e incentivar ações que possibilitem melhorar a qualidade de vida dos deficientes. Para isso, já foram investidos cerca de R$ 7,6 bilhões para o desenvolvimento de ideias que beneficiam a população. Entre as ações do plano está o investimento em projetos de tecnologias estratégicas com foco em prevenção, reabilitação e acessibilidade.

Empresas investem em tecnologias assistivas

Com o apoio garantido pelo governo, diversas empesas de tecnologia, instituições e estudantes das áreas técnicas, têm desenvolvido ações para transformar a vida de quem tem deficiência. Conheça abaixo algumas das tecnologias criadas com intuito de melhorar a qualidade de vida de pessoas com deficiência ou doenças.

  • Hand Talk

    O Hand Talk é uma aplicativo desenvolvido para ajudar a pessoas com deficiência auditiva a se comunicarem com os não são surdos, e vice e versa. A ferramente traduz português para a Língua Brasileira de sinais (Libras) de forma online e rápida. O App é reconhecido internacionalmente e já foi eleito o melhor aplicativo social do mundo pela ONU (WSA-mobile 2013).

  • Bengala Automatizada

    Esta tecnologia, que está sendo desenvolvida por pesquisadores do Núcleo de Tecnologia em Saúde (NTS) do Instituto Federal da Bahia (IFBA), tem por objetivo ajudar pessoas com a doença de Parkinson a reestabelecer as funções motoras das pernas. A bengala automatizada funciona por meio de um estímulo vibratório, quando o paciente entra em um estado transitório de congelamento da capacidade motora.

  • Scanner Leitor Portátil

    O Scanner Leitor Portátil, da NN Solutions, foi desenvolvido para ajudar pessoas com deficiência visual. A ferramenta permite que um dispositivo móvel faça leitura em voz alta de textos que não foram passados para braile. O dispositivo funciona por captura de uma imagem do texto por meio da câmera do celular. Depois de reconhecer e juntar as palavras o scanner passa a transmitir a informação através de uma voz sintetizada.

  • Quem eu Sou?!

    O aplicativo desenvolvido pela Innovo Engenharia tem como objetivo ajudar pessoas com Alzheimer e outras patologias neurológicas a fortalecerem a sua memória. Desenvolvido para aparelhos com sistema android, o App disponibiliza exercícios e jogos que estimulam a memória e lembranças de informações pessoais (nome e idade, por exemplo), de dados básicos e de ações rotineiras. A ferramenta com jogos e um espaço livre para criações, pensamentos e anotações (bloco de notas), além de dicas de saúde. O lançamento do aplicativo está previsto para daqui a dois meses.

 

Gostou da informação? Então que tal compartilhar nas suas redes sociais e ajudar outras pessoas?

Comments

comments

Posted by Joseane Rosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *