Na telona e na Innovo…A força despertou

A nostálgica abertura com palavras rolando ao som do tema composto por John Willians (que segue logo abaixo para você escutar) fala por si só. Star Wars é um dos maiores longas da história do cinema mundial. Sucesso de público, crítica e entre os membros da Innovo. Sim! A maioria de nós curte Guerra nas Estrelas.

 

Tudo começou de forma revolucionária com “Star Wars: A New Hope”, o primeiro longa lançado. Ele arrebatou 6 estátuas do Óscar apresentando uma gama de novidades e garantindo, é claro, a continuidade da saga. Depois de muito sucesso vieram: “O império contra-ataca”, “O retorno de Jedi”, “A ameaça fantasma”, “O ataque dos clones” e “A vingança dos sith”.

A tecnologia e o marketing do cinema mundial devem muito a franquia de George Lucas. Star Wars é considerado o primeiro blockbuster lançado, abrindo mercado para além das salas escuras e sendo um dos percussores da inserção de grandes efeitos especiais na telona. Além disso, o plano de fundo “espaço” e o cenário futurista com robôs, galáxias interconectadas, naves espaciais e armas de alta tecnologia,  que, inclusive, foram desacreditados pela FOX antes do lançamento, tornam o filme ainda mais especial e inovador.

No dia 28/12 fui a um cinema de Salvador assistir ao VII episódio da franquia: O despertar da força. Estava cheio de expectativas e embriagado pela leitura das positivas críticas da estreia dos dias anteriores mas tentei, ao máximo, me manter “imparcial” quanto a elas durante a exibição. A imparcialidade caiu nos primeiros minutos -na abertura, pra ser mais preciso. Ver Hans Solo, Luke, Lea, C3P0 e R2D2 em ação mais uma vez e assistir a integração dos novos personagens como Finn, Poe, BB8 e Ray foi fantástico e elementar. Me agradaram muito o roteiro, os efeitos, a trilha sonora e a fotografia. Os aplausos ao final do filme, é claro, foram garantidos.

Outro fator como apresentar uma mulher e um negro como personagens principais da trama, indo na contramão daquilo que é trivial em Hollywood foi outro ponto marcante do filme. Basta recordar que, dias antes da primeira exibição do filme, protestos na web e ameaças de boicote foram feitas por indivíduos e grupos racistas em função da escalação de um personagem negro, para perceber o quanto simboliza e importa tal ato.

O cinema e Star Wars também apresentam Ciência e Tecnologia e você poderá perceber isso assistindo ao filme. Trata-se de uma grande obra muito bem feita. Com certeza não haverá desperdício de tempo. Caso assim o deseje fazer, “que a força esteja com você”.

 

João Marcelo Ramos da Rocha
Diretor Geral e Colunista de Inovação e Tecnologia – Innovo Engenharia
joao@innovoengenharia.com.br

Comments

comments

Posted by João Marcelo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *